IDENTIDADE DE GÊNERO SOCIAL E IDENTIDADE DE GÊNERO ERÓTICO-SEXUAL

O CORPO QUE INTERAGE

  • Sara Laham Sonetti
Palavras-chave: Performatividade de gênero, Identidade de gênero, Expressão de gênero, Fetiche, Identidade erótico-sexual

Resumo

Atualmente, há basicamente três termos mais comuns usados para descrever âmbitos da sexualidade humana, que dão origem aos outros: identidade de gênero, orientação sexual e sexo biológico. A proposta deste artigo é a de que a identidade de gênero possa ser dividida ainda em duas identidades distintas: a identidade (de gênero) social e a identidade (de gênero) erótico-sexual. A identidade de gênero social estaria mais ligada, como o nome diz, às relações no âmbito social, tal como a laboral, política e familiar, podendo incluir a amorosa, e, em geral, se relaciona com a expressão de gênero que é praticada socialmente, ou seja, compõe a performatividade de gênero. A identidade (de gênero) erótico-sexual teria a ver com a identidade do indivíduo durante o ato sexual, em uma relação específica, em geral privativa, de modo que essa identidade pode ser fixa ou mudar conforme o parceiro ou momento de vida da pessoa. Sendo possivelmente flexível – tanto quanto a identidade de gênero social também pode –, a identidade erótico-sexual pode se expressar, por exemplo, através de zonas erógenas que variam conforme a relação que nasce no encontro com o outro e maneirismos, pode ser expressa através de apetrechos e acessórios que serão usados e que ajudem essa identificação a se manifestar, tais como como lingeries e dildos, que compõem a performatividade erótico-sexual. Algumas abordagens reduziriam essa identificação eróticosexual a um fetiche, e não a uma identidade, ao que proponho, então, que essa classificação de fetiche só fará sentido se também passarmos a considerar a identidade de gênero um fetiche (do português “feitiço”, do latim “fictício”).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Laham Sonetti

Médica psiquiatra, pós-graduada em Terapia Sexual pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), mestranda em educação no tema da transexualidade, na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Sorocaba, associada da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) e da Associação Mundial de Saúde Trans (WPATH).

Publicado
2019-09-05
Como Citar
Laham Sonetti, S. (2019). IDENTIDADE DE GÊNERO SOCIAL E IDENTIDADE DE GÊNERO ERÓTICO-SEXUAL. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 29(2). https://doi.org/10.35919/rbsh.v29i2.76
Seção
Opinativos e de Revisão