TRANSEXUALIDADE

UMA LUTA EMANCIPATÓRIA

  • Flávia F Silva
Palavras-chave: transexualidade, autonomia, emancipação, biopoder, colonização

Resumo

Esse trabalho pretende pensar um sujeito que, para emancipar-se, precisa abrir mão da autonomia. O transexual é hoje um gênero ininteligível no aspecto sociocultural, um sujeito anulado em sua expressão de identidade, esse corpo estranho, abjeto, incomoda e perturba, já que o significado cultural dado pelo meio não condiz com o que ele sabe de si, sua construção ideológica é atravessada por essa estranheza. Ao perceber-se transexual, à medida que se encontra fora da dicotomia normativa ele precisa abdicar de sua autonomia, para permitir-se diagnosticar e assim ser “colonizado” pelo biopoder institucional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-03-23
Como Citar
F Silva, F. . (2020). TRANSEXUALIDADE: UMA LUTA EMANCIPATÓRIA. Revista Brasileira De Sexualidade Humana, 26(2). https://doi.org/10.35919/rbsh.v26i2.135
Seção
Artigos